Você está visualizando atualmente Tipos de Financiamento e Como Conseguir Aprovação

Tipos de Financiamento e Como Conseguir Aprovação

Conquiste o imóvel dos seus sonhos com as soluções de financiamento imobiliário sob medida para você!

Adquirir um imóvel é um dos maiores sonhos de muitas pessoas, e para a maioria, o financiamento imobiliário é o meio mais viável de alcançar esse objetivo.

Existem diversos tipos de financiamento disponíveis no mercado, e entender cada um deles é crucial para escolher a melhor opção.

Além disso, saber como aumentar suas chances de aprovação pode fazer toda a diferença.

Então, vamos lá!

Tipos de Financiamento Imobiliário

1. Sistema Financeiro de Habitação (SFH)

O SFH é um dos modelos mais comuns de financiamento imobiliário no Brasil.

Ele é regulamentado pelo governo e permite financiar imóveis de até R$ 1,5 milhão.

As taxas de juros são mais baixas em comparação a outros tipos de financiamento, variando entre 8% e 12% ao ano.

O prazo máximo de pagamento é de 35 anos, e é possível usar o saldo do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para abater o valor financiado ou pagar parte das parcelas.

2. Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI)

O SFI é uma alternativa ao SFH, destinada a imóveis de valores superiores a R$ 1,5 milhão.

As regras são mais flexíveis, porém as taxas de juros são um pouco mais elevadas, geralmente acima de 12% ao ano.

Esse sistema não permite o uso do FGTS, mas oferece prazos de pagamento longos, podendo chegar a 35 anos.

3. Financiamento direto com a construtora

Algumas construtoras oferecem financiamento direto para os compradores, eliminando a necessidade de intermediários como bancos.

As condições de pagamento e taxas de juros variam conforme a construtora, mas podem ser uma opção interessante, especialmente durante o período de construção, onde o comprador pode pagar apenas parcelas menores até a entrega do imóvel.

4. Consórcio Imobiliário

O consórcio imobiliário é uma modalidade onde um grupo de pessoas se reúne para formar uma poupança comum, com sorteios mensais para contemplar os participantes com cartas de crédito que podem ser usadas para a compra do imóvel.

Não há juros, mas sim uma taxa de administração, e o tempo de espera para ser contemplado pode variar.

Como Conseguir Aprovação de um Financiamento Imobiliário

1. Organize sua documentação

Para iniciar o processo de financiamento, é fundamental ter todos os documentos necessários em ordem.

Geralmente são exigidos documentos de identidade, comprovantes de renda, declarações de imposto de renda e extratos bancários.

2. Mantenha um bom histórico de crédito

Ter um bom histórico de crédito é essencial.

Portanto, pague suas contas em dia, evite atrasos e procure não ter dívidas em aberto.

As instituições financeiras verificam o score de crédito dos candidatos, e um bom score aumenta suas chances de aprovação.

3. Comprove sua renda

Apresentar uma renda estável e compatível com o valor do financiamento desejado é crucial.

Observe que bancos e outras instituições financeiras geralmente exigem que a parcela do financiamento não ultrapasse 30% da sua renda mensal.

4. Faça uma simulação de financiamento

Antes de entrar com o pedido oficial, faça uma simulação de financiamento nos sites dos bancos ou diretamente com um corretor de imóveis.

Isso ajuda a ter uma ideia das condições oferecidas e a se preparar melhor para o processo.

5. Atenção ao valor da entrada

A maioria dos financiamentos exige um valor de entrada, que pode variar entre 20% e 30% do valor do imóvel.

Assim, ter essa quantia disponível ou conseguir o máximo possível ajudará a obter melhores condições e facilitar a aprovação.

6. Considere o uso do FGTS

Se você tem saldo no FGTS, pode utilizá-lo para pagar a entrada, amortizar o saldo devedor ou até mesmo liquidar o financiamento. Isso pode ser um diferencial na aprovação do seu crédito.

7. Esteja preparado para a avaliação do imóvel

A instituição financeira fará uma avaliação do imóvel para garantir que ele está dentro dos padrões e do valor de mercado. Certifique-se de que o imóvel esteja regularizado e com a documentação em dia.

Dica Extra: Tabelas de Amortização

Tabela Price

A Tabela Price é um sistema de amortização onde as parcelas do financiamento são fixas ao longo de todo o contrato.

No início, a maior parte do valor da parcela é composta por juros, e a amortização (pagamento do principal) é menor.

Com o tempo, a parte da amortização aumenta e os juros diminuem.

Essa modalidade oferece a vantagem de parcelas constantes, facilitando o planejamento financeiro, porém, o valor total pago ao final do contrato pode ser maior devido aos juros acumulados no início.

Tabela SAC (Sistema de Amortização Constante)

Na Tabela SAC, o valor das parcelas é decrescente ao longo do tempo.

A amortização do principal é constante, e os juros são calculados sobre o saldo devedor remanescente, que diminui a cada pagamento.

Isso resulta em parcelas iniciais mais altas, mas que vão diminuindo ao longo do tempo.

A principal vantagem da Tabela SAC é o menor valor total pago em juros, comparado à Tabela Price, devido à amortização mais rápida do saldo devedor.

Então, esperamos que essas dicas sejam úteis.

Conseguir a aprovação de um financiamento imobiliário requer planejamento e organização.

E seguindo essas dicas e entendendo os diferentes tipos de financiamento disponíveis, você estará mais preparado para realizar o sonho da casa própria.

Estamos à disposição para auxiliar e tirar dúvidas. Entre em contato para ver como podemos ajudar.

Deixe um comentário